Quinta-Feira, 23 de Novembro de 2017
Área Administrativa             
Acesso Webmail
Ligue (13) 99760-8564 / 3453-2274
(13) 99750-0053 / (11) 99599-8040
Horário de atendimento: Segunda a Sábado das 9h às 20h.
(13) 3457-9139 após às 18h.
contato@casaemperuibe.com.br

HISTÓRIA DE PERUÍBE

Peruibe é um município na microregião de Itanhaém, na Região Metropolitana da Baixada Santista, no estado de São Paulo, no Brasil. A sua população estimada em 2010 era de 59 793 habitantes. Sua área é de 326 km², o que resulta numa densidade demográfica de 160,28 hab/km².

Toponímia

“Peruíbe”, segundo Silveira Bueno, é um vocábulo indígena que significa “no rio dos tubarões”, pela junção dos termos tupis iperu (tubarão), ‘y (rio) e pe (em)7 . Consta, porém, em alguns documentos, que esse nome estaria associado ao modo como José de Anchieta se referia ao lugar, chamando-o de “Tapirema do Peru”, por suas semelhanças com a região peruana, onde os jesuítas haviam enfrentado dificuldades no exercício da catequese.

Estância balneária

Peruíbe é um dos 15 municípios paulistas considerados estâncias balneárias pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por lei estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto a seu nome o título de “estância balneária”, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

Quando do descobrimento do Brasil pelos portugueses em 1500, já existia, na região, a Aldeia dos Índios Peroibe. No sistema de Capitanias Hereditárias implantado pela Coroa Portuguesa em 1534, para a colonização do Brasil, o território onde hoje localiza-se Peruíbe pertencia à Capitania de São Vicente, cujo donatário era Martim Afonso de Sousa.

Mas a história de Peruíbe está intimamente ligada ao estabelecimento dos padres jesuítas pelo litoral do estado de São Paulo.8 Em 1549, chegou o padre Leonardo Nunes para fazer a catequese dos índios, no local onde já havia sido construída a Igreja de São João Batista.9 Os indígenas o apelidaram de “Abarebebê” (Padre Voador)10 , pois parecia estar em vários locais ao mesmo tempo. Restos desta Igreja são conhecidos hoje como Ruínas do Abarebebê. Em 1554, foi a vez de o padre José de Anchieta chegar ao aldeamento. Em 1640, passou a ser conhecida como Aldeia de São João Batista e, em 1789, os padres jesuítas foram expulsos do Brasil. A aldeia, abandonada, entrou em declínio, tornando-se uma pacata vila de pescadores, sempre submetida ao município de Itanhaém.

Em 1914, a construção da Estrada de Ferro Santos-Juquiá trouxe novos habitantes. A bananicultura se espalhou pela região. Nos anos 1950, com a construção de rodovias para o Litoral Sul, a atividade comercial, especialmente a imobiliária, começa a crescer, sendo realizado um plebiscito para definir a emancipação política de Peruíbe, em 24 de dezembro de 1958, proposto pelo então vereador de Itanhaém, Geraldo Russomano].

Em 18 de fevereiro de 1959, o distrito passou a ser um município desmembrado do território de Itanhaém. Já em 22 de Junho de 1974, Peruíbe foi reconhecida como Estância Balneária. Em 1975, foi assinado, pelo presidente brasileiro Ernesto Geisel, o Acordo Nuclear Brasil-Alemanha, que previa, dentre outros itens, a construção de uma usina nuclear na Praia do Arpoador, na Jureia. A sociedade resistiu, e os equipamentos que seriam usados em Peruíbe ficaram na usina de Angra 3. Também na década de 1970, o uso medicinal da lama negra de Peruíbeganhou repercussão internacional, mas seu emprego só foi retomado após pesquisas comprobatórias da sua eficácia nos anos 2000.

O desenvolvimento do município até hoje está ligado ao turismo de veraneio, comércio e serviços.

Sítios Arqueológicos

Dentre os sítios arqueológicos existentes na cidade, podem ser destacados:11

História Política

A história política de Peruíbe começa com a Emancipação Político Administrativa, liderada por Geraldo Russomano e João Bechir, cujo plebiscito de 24 de dezembro de 1958 obteve a vitória por unanimidade. Assim, o desmembramento de Peruíbe do território de Itanhaém:

Geografia

Localizada no litoral sul do Estado de São Paulo, seus limites são Itanhaém a norte e nordeste, o Oceano Atlântico a sudeste, Iguape a sudoeste, Itariri a oeste e Pedro de Toledo a noroeste.

Peruíbe fica a 140 km da Capital paulista, sendo acessada pelo Sistema Anchieta-Imigrantes e rodovias Pedro Taques e Padre Manoel da Nóbrega, distante 80 km de Santos. Outra alternativa é pela Rodovia Régis Bittencourt (BR-116) e Rodovia Padre Manoel da Nóbrega (SP-55), trajeto com 172 km partindo de São Paulo.

A altitude média é de 5,88 metros. O território tem predominância de planície costeira, com o Morro do Guaraú, a Serra de Jureia-Itatins e a Serra do Mar. Possui 32 km de praias, desde aquelas altamente urbanizadas até praticamente desertas e bem preservadas, além das ilhas de Queimada Grande, que abriga a temida cobra jararaca ilhoa; Queimada Pequena; Guaraú, Grande, Boquete e Guararetama.

Vegetação

Predominância de Mata Atlântica, reunindo espécies como jacarandá, jequitibá, ipê, além de orquídeas e bromélias. Manguezais e restinga completam a área litorânea, e mais para o interior há a presença de cerrado.

Peruíbe tem quase a metade de seu território incluso em sete unidades de conservação ambiental, em especial a Jureia-Itatins e o Parque Estadual da Serra do Mar, duas das mais amplas e importantes áreas de preservação do estado de São Paulo.

O clima de Peruíbe é o subtropical úmido, sem meses secos, com verões quentes e invernos brandos, sendo o mês mais quente Janeiro, com uma média de 24 °C e o mais frio é julho, com uma média de 17 °C.

Hidrografia

Demografia

Dados do Censo – 2010

    População total: 59 793

    Fonte: Site Prefeitura de Peruíbe.

    INFORMAÇÕES ÚTEIS

    Polícia Militar
    Telefone: (13) 3455-7961 ou 190
    Pronto Socorro
    Telefone: (13) 3451-3044
    Corpo de Bombeiros
    Emergencial- Tel: (13) 3453-2729
    Guarda Vidas- Tel: (13) 3455-4010